Uma vez uma garotinha, filha de professora de Português, ganhou uma coleção de Monteiro Lobato e a devorou em uma semana, descobrindo que estava começando a sentir sede de algo que ainda não conhecia profundamente: a leitura. 

Sempre que um livro novo chegava em casa, era uma festa. Amava a coleção dos irmãos Grimm, como todas as crianças. Sonhar sempre foi o que mais gostava de fazer e quando me tornei adolescente, comecei a ler séries infanto-juvenis. A leitura sempre presente em minha vida.

Hoje, as palavras me incomodaram e pediram para sair da minha imaginação e ganhar vida. Elas ganharam. Sou orgulhosa em dizer que além de ser viciada em leitura, sou apaixonada por escrever.

Como uma baiana "arretada", na vida exerço vários papéis: mãe, esposa, professora, mestranda em Letras, mulher, mas confesso que minha relação com os livros está no topo das minhas preferências.